sexta-feira, 3 de julho de 2009

Drama para totós

No dia 31 de Fevereiro de 1995, os ciclopes largaram uma bomba nuclear no centro da Europa, mas esqueceram-se de a activar.
O senhor Lopes da Silva, pacato homem de meia-idade, emigrante na Alemanha há 20 anos, arrancava as ervas daninhas da sua horta quando ouviu um som estridente seguido de um crash. Levantou a cabeça, alarmado, e foi buscar a sua Lee-Enfield, pensando que o namorado da filha, o vadio Wagen Volks, se tinha mais uma vez espetado contra o celeiro. Vendo que se mantinham apenas os sinais dos 3483 choques anteriores, entrou porque os ratos iam a fugir do celeiro. Ainda pensou em alvejar alguns, mas o preço das munições era escandalosamente elevado. O espetáculo com que se deparou deixou-o abismado de terror: a palha estava toda espalhada. Deu dois passos em frente mas travou de imediato: Borussia, a sua galinha preferida, estava às portas da morte. Ainda tentou respiração boca-a-bico, mas picou-se. A senhora Lopes da Silva, que sempre odiara o cacarejar do galináceo, decidiu depená-la para fazer uma canjinha. O marido, lavado em lágrimas, mostrou a sua veemente discordância, pois preferia comê-la assada.
Entretanto, o que viu no canto esquerdo do celeiro atraiu toda a sua atenção: o Noddy surgia atordoado de dentro de um monte de feno que tapava destroços do seu avião. Como se não bastasse, viu também a cabeleira loira da Britney Spears, que viajava para o Japão, onde iniciaria a sua tournée mundial, Como o rádio do avião não apanhava a Cidade FM, ela decidiu cantar o seu sucesso Womanizer para alegrar a viagem.
Quanto à bomba nuclear, não tem nada a ver com esta história e caiu noutro sítio.
No entanto, os ciclopes festejaram durante três dias o sucesso do seu novo míssil, Ciclopus Maximus.

[8º E da escola da minha irmã]

4 comentários:

Rosie Dunne disse...

ahh ja me lembro deste texto! tambem o li! xD

Alice in Neverland disse...

decerto que se fosse para a tv iria dar uma novela muito melhor que as das da tvi xD
opah, apesar da brutalidade (não propriamente positiva mas que também não o deixa de ser) com que foi escrita - a imensa "violência" na escrita (sobretudo na parte da galinha) e, no entanto, presença da futilidade (porque, no fundo, critica mas não se opõe nem sugere soluções e, se calhar, é mesmo igual aos retratados, como nós todos) dos dias da actualidade, quando se refere a britney o noddy e mesmo o trocadilho do Volks-Wagen - digamos que a criatividade atingiu um expoente elevadíssimo.
Porém, levanto-me e bato palmas xD

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

“O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.”

(Fernando Pessoa)

Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho.
Abraços

VISITE TAMBÉM O MEU NOVO BLOGGER UMA ILHA PARA AMAR

Adriana Pinto disse...

Espetaculo